Home Ceará Campanha de vacinação contra Influenza chega a 16% da meta no Ceará

Campanha de vacinação contra Influenza chega a 16% da meta no Ceará

10 Primeira leitura
0
0
77

A procura pela vacina contra Influenza, incluindo o subtipo H1N1, apesar de ainda continuar intensa, foi menos tumultuada durante o dia de ontem nos postos de saúde de Fortaleza. Hoje, todos os postos da Capital devem realizar a imunização dos grupos prioritários em horário normal. Amanhã, 1º de maio, devido ao feriado do Dia do Trabalhador, os postos estarão fechados.

Conforme o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (Sipni), atualizado diariamente, o Ceará já vacinou 366.564 pessoas. Isso representa 16% da meta, que é alcançar 2.286.637 imunizados na rede pública até 1º de junho. Divididos por grupo, em ordem, estão idosos (164.357), crianças (87.877), trabalhadores de saúde (61.718), professores (22.853) e gestantes (18.289). O Estado tem o melhor desempenho do Nordeste e o 6º do País.

 

Segundo Vanessa Soldatelli, coordenadora de imunização da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a estimativa é de que pelo menos 200 mil pessoas tenham sido vacinadas na Capital. Segundo ela, os dados devem ser consolidados hoje, após repasse das informações das regionais para o sistema. “Até sábado, a procura ainda foi bem intensa nos postos. Tivemos uma média de 1,2 mil doses aplicadas por unidade. Temos vacina suficiente até quarta-feira. Acho que na quarta ou na quinta deve chegar outro lote e ser distribuído”, explica Vanessa. Depois de ter se antecipado ao calendário nacional e iniciado a vacinação no último dia 20, chegando a ter postos desabastecidos no meio da semana, o Ceará recebeu mais 176 mil doses na sexta-feira, 27. Destas, 42 mil foram para Fortaleza. Com a terceira remessa de vacinas, Fortaleza chega a 43,6% do total esperado.

Quem chegou ao Posto de Saúde Paulo Marcelo, no Centro, durante a manhã, esperou, em média, meia hora para entrar na unidade. De dez em dez, os que aguardavam na parte de fora eram encaminhados para as salas de vacinação, três para idosos e uma para crianças. No primeiro fim de semana de campanha, no mesmo local, a fila fazia volta no quarteirão. “Todo ano que tem vacina eu venho. Moro aqui perto. Até que tá rápido, é o primeiro posto que eu procuro”, disse o aposentado Francisco Gilmar Linhares, 72.

Na unidade Irmã Hercília, no São João do Tauape, em visita do O POVO, não havia fila na parte externa do prédio. A aposentada Maria Araújo Dantas, 75, disse que o atendimento foi rápido. “Eu tinha vindo antes, mas não tinha chegado”.

No posto Dr. Luiz Costa, no Benfica, o movimento também foi considerado “mais tranquilo”. “Já tinha procurado na semana passada em outro posto, mas não tinha. Soube que tinha aqui, me vacinei, e voltei para trazer minhas netas”, conta Marieta Pedrosa, 59.

Os coordenadores dos postos de saúde frisam a importância de levar documento que comprove a atuação profissional, no caso de professores, e doenças crônicas não transmissíveis ou outras condições clínicas especiais, como prescrição médica.

Na clínica particular Núbia Jacó, na Aldeota, o movimento dentro da unidade era intenso ontem, porém sem fila externa, como no fim de semana anterior. A clínica funciona normalmente hoje, mas fecha amanhã.

O H1N1 provocou 11 mortes por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Ceará. O dado foi divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) na sexta-feira, 27, em boletim. Do total, quatro mortes foram registradas em Fortaleza. Eusébio (2), Aracati (1), Iracema (1), Milhã (1), Paraipaba (1) e Solonópole (1) também tiveram ocorrências. (Colaborou Isaac de Oliveira)

 

IMUNIZAÇÃO

A vacina disponível na rede pública protege contra os três subtipos (H1N1, H3N2 e tipo B). Porém, tem maior eficácia para o H1N1. A duração da imunização é em torno de um ano. O melhor período de imunidade contra a doença é entre o primeiro e o quinto mês. Para elaboração da vacina, a OMS recolhe amostras dos vírus Influenza em todo o mundo e aponta quais os tipos estão mais aptos a circular. CONTRAINDICAÇÃO 

Nos casos de febre alta (acima de 39ºC) e doenças ou remédios que alteram a imunidade. GRUPOS PRIORITÁRIOS 

> Crianças a partir de 6 meses até completar 5 anos > Idosos de 60 ou mais > Gestantes e puérperas até 45 dias pós-parto > Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis, como pacientes com obesidade grau 3, e outras condições clínicas especiais (deverão apresentar receita recente de medicação que comprove a situação) > População Indígena > Trabalhadores de Saúde > Professores do ensino público ou privado (mediante comprovação profissional) > Funcionários do sistema prisional > Pessoas privadas de liberdade, incluindo adolescentes sob medidas socioeducativas CRIANÇAS 

A primeira imunização de crianças com menos de 9 anos requer duas doses, explica a coordenadora de imunização da Sesa, Ana Vilma Leite Braga. Se tiver tomado em ano anterior, só é necessária uma dose. De seis meses a menos de três anos, toma duas vacinas de 0,25 ml com intervalo de 30 dias. De três anos a menos de 9, são duas doses de 0,5 ml com intervalo de 30 dias. VACINA NA REDE PÚBLICA 

> Segunda-feira, 30 Todos os 110 postos de saúde devem disponibilizar vacina das 7h30min às 18h30min. > Terça-feira, 1º (feriado Todos os postos de saúde estarão fechados Veja a lista de postos de saúde de Fortaleza na internet: bit.ly/postosdesaudefortaleza Veja a lista de postos de referência para atendimento à Influenza embit.ly/postosparainfluenza VACINA PARTICULAR

Clínica de Vacinação Dr. Núbia Jacó (Rua Osvaldo Cruz, 1089, Aldeota) Quando: Hoje, das 8 às 19 horas. Amanhã,1º, não irá funcionar Valor: R (quadrivalente) e R (trivalente)

 

Redação O Povo Online/ANA RUTE RAMIRES

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Ceará

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

ELEIÇÕES 2018: Comissão do concurso para cartórios abre sindicância para apurar notícias falsas veiculadas nas redes sociais

A Comissão do Concurso para Cartórios do Ceará abriu sindicância administrativa para apura…