Home Ceará Ceará ocupa 3ª posição no ranking brasileiro de mortes violentas por 100 mil/hab, segundo Fórum de Segurança Pública

Ceará ocupa 3ª posição no ranking brasileiro de mortes violentas por 100 mil/hab, segundo Fórum de Segurança Pública

4 Primeira leitura
0
0
29

Ceará registrou 5.332 mortes violentas em 2017, um aumento de 48,6% em relação ao ano de 2016, quando ocorreram 3.566 assassinatos, de acordo com dados divulgados na manhã desta quinta-feira (9), pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Em Fortaleza foram registradas 2.031 mortes violentas no ano passado, um crescimento de 92,9% em relação ao ano anterior, quando ocorreram 1.046 assassinatos.

Os números colocam o estado na terceira posição do ranking nacional no número de mortes por 100 mil habitantes, com 59,1, perdendo apenas para o Rio Grande do Norte (68) e Acre (63,9). Entre as capitais, Fortaleza se situa na segunda posição, com 77,3 mortes violentas por 100 mil habitantes, perdendo apenas para Rio Branco, no Acre, com 83,7, e seguida por Belém, no Pará, com 67,5.

Em todo o país, foram registradas 63.880 mortes violentes no ano passado, o maior número de homicídios da história, de acordo com o Fórum.

Brasil bate recorde em assassinatos em 2017 (Foto: Juliane Souza/Arte G1 )Brasil bate recorde em assassinatos em 2017 (Foto: Juliane Souza/Arte G1 )

Brasil bate recorde em assassinatos em 2017 (Foto: Juliane Souza/Arte G1 )

“O crescimento da violência no País tem duas direções. Uma são as novas dinâmicas do crime organizado, agora, a outra é a insistência da política pública de várias esferas e poderes, de continuar fazendo mais do mesmo”, ressalta o diretor do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima.

O 12º Anuário de Segurança Pública compila os dados da polícia de todos os estados do País e é utilizado como dado oficial, uma vez que o Governo Federal ainda não tem uma base de informação nacional. O Sistema Único de Segurança Pública (Susp), criado em julho, prevê a criação de um sistema único de dados unificado entre as forças policiais e entre os estados, assim como o Datasus, do Sistema Único de Saúde.

Feminicídio

O Fórum também quantificou o número de mulheres assassinadas no Ceará no ano passado: 321, um aumento de 72,6% em relação ao ano anterior quando 202 foram vítimas de homicídio. Houve também leve aumento no índice de violência doméstica: 0,6%. No ano passado, 5.644 mulheres sofreram violência doméstica, enquanto que em 2016 foram 5.562.

Segurança Pública

Em 2017, o Ceará investiu R$ 232,9 milhões apenas em policiamento, valor superior em 86,5% o gasto no ano anterior: R$ 124,9 milhões. Houve um pequeno aumento na despesa per capita em Segurança Pública no estado, quando passou de R$ 219,96 em 2016, para 239,74 no ano seguinte.

G1/CE

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Ceará

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Ceará vacina 7% das crianças contra pólio e sarampo; número está abaixo da média nacional

O Ceará vacinou 7% das crianças contra sarampo e poliomielite na primeira semana da campan…