Home Esportes Clássico-Rei: alvinegro detona tabu

Clássico-Rei: alvinegro detona tabu

5 Primeira leitura
0
0
36

Com precisão cirúrgica e esquema tático inteligente, o Ceará venceu o Fortaleza por 2×0, ontem à noite na Arena Castelão, pela 6ª rodada do Campeonato Cearense de Futebol. Com os três pontos, o Vovô não apenas encostou na pontuação do maior rival, como também encerrou o jejum de sete jogos em que não vencia o Leão.

> Elton: prazer é maior em clássicos A precisão no correto uso da chamada “bola parada”, em que marcou seu primeiro gol com o zagueiro Valdo e o contra-ataque letal, em que Elton fez o segundo gol, ambos no primeiro tempo, definiram o estilo decisivo do Alvinegro no clássico. Essas duas atitudes do Ceará, fulminando o adversário com dois gols, foram a resposta do time de Marcelo Chamusca, para o maior domínio tricolor no início do clássico-rei.

O técnico do Leão, Rogério Ceni, optou por uma postura ofensiva demais contra o Ceará, o que normalmente não é adotado por outros técnicos, que preferem primeiro estudar bastante o adversário, para depois atacar.

O Leão se atirou para cima do Alvinegro, com um grande volume de jogo, o que poderia redundar em gol, ou então, numa exposição demasiada do setor defensivo, diante de um adversário de qualidade já reconhecida.

Nos 10 primeiros minutos, o Leão atacou muito pelo lado esquerdo, com Bruno Melo e Alípio aparecendo pelo setor, sempre alçando bolas na área. Várias chances de gol foram criadas e o meia João Henrique teve a oportunidade de abrir o placar em dois momentos. Atacando de peito aberto, sem estar atendo na defesa, foi fundamental para a derrota do Fortaleza.

O time de Rogério Ceni jogou apenas até os 30 minutos iniciais, depois, sofreu o gol e caiu de produção. O primeiro gol alvinegro veio da qualidade de cobrança de falta por parte de Ricardinho.

Aos 32 minutos, ele cobrou na área, Valdo cabeceou e fez 1×0. O segundo gol veio aos 42 minutos e surgiu em lance polêmico. Alípio dividiu bola com Valdo e caiu na área. A equipe tricolor reclamou.

Depois, Pio lançou Felipe Azevedo, que cruzou, a bola passou diante de Diego Jussani e Elton chutou de esquerda: 2×0. Aos 5 minutos do segundo tempo, o centroavante Gustavo deu um pisão em Pedro Ken.

O árbitro deu cartão vermelho direto e o Leão ficou com um enorme prejuízo, pois já perdia por 2 a 0. O Tricolor se a bateu demais e as entradas de Alan Mineiro, Wesley e Felipe não fizeram o time reagir. O Ceará administrou e ainda teve chance para ampliar.

Diário do Nordeste

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Esportes

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Demora na distribuição de medicamentos para a atenção básica é tema de reunião no MPCE

O Ministério Público do Estado do Ceará, por meio do Centro de Apoio Operacional da Cidada…