Home Destaque Clima de emoção > Bispo de Iguatu reabre capelas depredadas

Clima de emoção > Bispo de Iguatu reabre capelas depredadas

9 Primeira leitura
0
0
12

As quatro capelas que foram alvo de ataques por parte de um homem com problemas mentais foram reabertas nesta quarta-feira, 9, pelo bispo da diocese de Iguatu dom Edson de Castro Homem.

As capelas, localizadas em áreas rurais dos municípios de Acopiara e Quixelô,  estavam fechadas desde o último dia 3 de janeiro, data dos ataques, para que a Polícia Civil do Ceará realizasse o trabalho de perícia técnica nos locais onde ocorreram os crimes e só foram reabertas na manhã desta quarta-feira, por ocasião da visita de dom Edson de Castro.

As comunidades dos Paus de Leite do Faé, Carnaubinha do Faé, Santa Maria, em Quixelô, e Santo Antônio, em Acopiara, aguardaram o momento da chegada da comitiva do bispo que reabriu as capelas, conversou com os fiéis e rezou com eles pedindo que o “espírito cristão de compaixão e fé seja maior que qualquer desejo de contenda ou vingança.”

Pai pediu perdão 

Na comunidade dos Paus de Leite do Faé, o senhor Luiz, pai do autor dos ataques, emocionado, pediu perdão à Dom Edson que o abençoou.

Em todas as visitas a emoção tomou conta de todos os presentes, mas a alegria e o bom humor de dom Edson elevaram a fé das pessoas que ficaram ainda mais motivadas para a recuperação daquilo que foi perdido ou avariado.

Em todas as capelas o bispo de Iguatu prometeu retornar para realizar missa para a comunidade e, deixou claro, que toda a diocese está empenhada em restabelecer o mais rápido possível as atividades nas capelas construídas pelas comunidades.

Confraternização 

Na comunidade de Santo Antônio, a capela de São Francisco, uma das que sofreram mais danos, foi dom Edson quem recebeu carinho e mensagens de perseverança. O ato da comunidade o alegrou, o fez sorrir e até cantar com os fiéis que prepararam um farto lanche feito com alimentos produzidos pela própria comunidade local.

Em clima de grande confraternização, fé e solidariedade do bispo despediu-se da comunidade de Santo Antônio prometendo retornar dia 3 de fevereiro, às 17 horas para a missa que reabrirá oficialmente as atividades dos fiéis da capela de São Francisco.

Perícia Forense 

Cinco dias após o ataque que vandalizou e profanou as quatro capelas pertencentes à Diocese de Iguatu, peritos da Polícia Civil de Fortaleza vieram à Quixelô e Acopiara realizar a perícia nas capelas atacadas pelo homem com problemas mentais.

Em um dia de trabalho todas as igrejas foram visitadas pela equipe da Perícia Forense que avaliou o prejuízo inicialmente orçado em cerca de R$ 50 mil. O valor presumido a ser gasto na recuperação dos templos católicos não levou em consideração os valores históricos e sentimentais dos danos causados às imagens como a que foi doada por dom José Doth.

Ainda na semana em que ocorreram os ataques, a Polícia Civil de Iguatu, comandada pelo delegado Jerffison Pereira da Silva, não poupou esforços e rapidamente solicitou a vinda da Perícia e já iniciou a tomada de depoimentos das testemunhas.

Relembre o caso

As capelas situadas em Santa Maria, Carnaubinha do Faé e Paus de Leite do Faé, em Quixelô, foram vítimas de um ataque brutal cujo vandalismo envolveu um fato ainda mais grave que foi a profanação do Sacrário do Santíssimo Sacramento (Hóstia Consagrada) ocorrida na capela do distrito de Santo Antônio, em Acopiara, mas que pertence a jurisdição da Paróquia de Quixelô.

No dia 02 de janeiro de 2018, aproximadamente às 23h30min um indivíduo de 36 anos, solteiro e portador do distúrbio mental de esquizofrenia, de iniciais J.F.L, residente em Viração, Acopiara, Ceará, atacou quatro capelas pertencentes à paróquia de Quixelô. Após o ataque à capela do distrito de Santo Antônio, J.F.L. dirigiu-se à capela da comunidade de Angicos onde apenas conseguiu danificar a parte externa.

Alguns quilômetros depois J.F.L atacou a capela da Carnaubinha do Faé onde a destruição foi quase que total. A imagem de Nossa Senhora das Graças, doação de Dom Doth, bispo emérito de Iguatu, falecido em novembro de 2017, foi parcialmente danificada. Junto com ela o altar em mármore e muitas imagens de grande valor sentimental.

Por fim, J.F.L. depredou a capela dos Paus de Leite do Faé. Bancos, imagens, altar de vidro onde ficava uma imagem e o altar principal também em vidro, fogão, quadros e ventiladores foram praticamente destruídos. Em nítido surto esquizofrênico, F.J.L. ameaçou pessoas, inclusive sua mãe.

Preso logo pela manhã, F.J.L. foi encaminhado para tratamento psiquiátrico. A Diocese de Iguatu registrou Boletim de Ocorrência relatando o fato. As capelas foram lacradas e o interior preservado para perícia. A Diocese solicitou aos animadores das comunidades atingidas que relacionem as perdas totais e as parciais (que podem ser restauradas) para que se possa mensurar o tamanho do prejuízo.

 

Fonte: Diário Centro Sul

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Moto recuperada e prisão por receptação na manhã de hoje (19) em Icó

Na manhã de hoje (19), após a equipe do FTA receber informações de um desmanche de moto no…