Home Notícias Exame de DNA confirma que restos mortais pertence a jovem desaparecida em Dep. Irapuan Pinheiro

Exame de DNA confirma que restos mortais pertence a jovem desaparecida em Dep. Irapuan Pinheiro

2 Primeira leitura
0
0
66

A jovem foi uma das vítimas de uma verdadeira história de terror escrita na região do distrito de Suassurana, em Iguatu, no Centro Sul do Ceará. Um das ossadas encontradas na ‘casa da morte’, local que servia de acoito para um grupo religioso praticar crimes brutais que chocou todo o Brasil é da jovem Jaqueline Silva desaparecida em 2017 em Deputado Irapuan Pinheiro, apontou o resultado de exame de DNA feito nos restos mortais.

Em entrevista a imprensa o delegado Marcos Sandres confirmou que todos os restos mortais foram identificados. “Estamos em mãos com os resultados e já informamos e entregamos os restos mortais a todas as famílias das vítimas, os exames confirmaram que Jaqueline Silva de Irapuan Pinheiro, o senhor Vilmar e o jovem Micael foram mortos e enterrados naquele local”, disse o delegado.

Nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (11), após receber os laudos as famílias foram até a Delegacia Regional de Iguatu e foram comunicadas. “É um momento muito doloroso, pois é a confirmação de tudo que falamos nas entrevistas, todas as famílias receberam com muita dor a notícia e levaram os restos mortais dos entes queridos”, observou o delegado Marcos Sandres.

Os acusados pelos crimes, Roberto Alves da Silva, de 41 anos, e Gleudson Dantas Barros, de 30, estão presos na Cadeia de Iguatu, um outro acusado na participação dessa história macabra se suicidou na cidade de Dep. Irapuan Pinheiro.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Notícias

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

ELEIÇÕES 2018: Calendário eleitoral – 20 DE JULHO – SEXTA-FEIRA

Data a partir da qual, até 5 de agosto de 2018, é permitida a realização de convenções des…