Home Notícias Projeto social utiliza jogos e manifestações artísticas como inclusão social para jovens da zona rural de Cedro/CE

Projeto social utiliza jogos e manifestações artísticas como inclusão social para jovens da zona rural de Cedro/CE

10 Primeira leitura
0
0
16

O Instituto Zuza Laureno nasceu a partir do sentimento de descendentes da localidade rural Vaca Morta, no distrito Santo Antônio, zona rural de Cedro, com o objetivo de realizar “algo” em prol dos seus conterrâneos.

Por vivência própria de alguns dos membros e a partir de reunião de diagnóstico com as comunidades rurais, foi traçado como prioridade de início das atividades, levar oportunidades de esporte e cultura para a região, visto que não são de fácil acesso na localidade.

Até o momento, todas as ações são realizadas através de arrecadação financeira entre os associados mantenedores, pois ainda estamos na carência para aprovar projetos através de incentivos fiscais.

O projeto Cineclube do Zuza começou à luz do luar e teve sua primeira exibição em 15 de abril do ano passado. Por ser um dos primeiros projetos implantados, consequentemente com a necessidade de ter credibilidade e se firmar, a ação teve sua implantação a céu aberto, e não “dentro” do casarão, o que veio a acontecer somente em agosto passado.

Cineclube é a reunião de pessoas para apreciar filmes e debater seus temas, de forma a desenvolver a inteligência, a sensibilidade e a consciência humana, pois as películas de qualidade ajudam a refletir sobre a condição humana e compreendê-la melhor. Por esta manifestação da cultura contribuir com a formação do indivíduo e seu papel de ator na sua própria história, e por a região não possuir nenhum aparelho cinematográfico, entendemos como de grande importância social esse projeto.

Um dos primeiros projetos implantados e consolidado com sucesso foi o projeto Clube do Xadrez. Através de curso básico para iniciantes, com participação de 15 crianças e adolescentes foi dado o pontapé para fundar o clube de xadrez do Instituto.

A ideia do clube de xadrez na comunidade rural é que a prática desse esporte/arte ajude a tirar as crianças e jovens da ociosidade, do jogos eletrônicos, dos celulares e dos riscos inerentes à vulnerabilidade social, auxiliando também no cotidiano escolar, contribuindo para uma melhoria no comportamento da garotada e no desenvolvimento do seu cognitivo, do raciocínio e inteligência, elevar suas autoestimas além de incentivar a competição saudável e selecionar atletas para torneios intermunicipais e/ou interestaduais.

Dois fatos de grande relevância no projeto Clube de Xadrez: o primeiro foi ver o gosto dos jovens pelo jogo e levá-lo para seu cotidiano, repassando as regras para os pais, irmãos, avós e vizinhos.

O segundo aspecto foi expandir o projeto para comunidades rurais circunvizinhas, onde os próprios integrantes do clube de xadrez participaram do curso básico.  Além de espalhar a ideia do projeto, há a integração entre os jovens, contribuindo para uma cultura de paz.

Atividades culturais e comunitárias

Parceria 

Através de parceria com o colégio Antônio Laurênio, houve o início de um outro projeto, o Sarau Literário e Cultural, que promove  a inserção da literatura, arte e cultura através das suas diferentes linguagens. O projeto leva apresentações, poemas, música e arte para a zona rural e também provoca que os moradores e alunos da escola também apresentem seus conteúdos.

Através do curso intensivo de Esperanto, os organizadores da ação cultural fazem a conexão de uma comunidade rural com outras realidades, utilizando uma linguagem universal. O aprendizado de uma língua desenvolve o interesse pelo estudo, desperta a visão de mundo e proporciona sonhos e objetivos. Por não haver facilitador na região, a metodologia do curso foi desenvolvida da seguinte forma: 24 horas de curso básico, manutenção através de grupo de WhatsApp e reforço de aprendizado presencial a cada 45 dias.

Biblioteca comunitária

Através da biblioteca comunitária “Vó Nininha” e do  Grupo de Leitura, o o Instituto Zuza Laureno contribui com as políticas públicas que deveriam universalizar o direito de acesso ao livro, à literatura e às bibliotecas.

A biblioteca está constantemente aberta e possui livros de áreas diversas, fruto de doações de amigos. O grupo de leitura se reúne semanalmente e fazem leitura e debate de um livro em comum.

Contribuir para a preservação da identidade cultural da zona rural. Essa é a ideia principal do projeto “Artesanato em Fuxico”. Esta habilidade que passa de mãe para filha recebeu o abrigo do casarão Vicente Laurênio (a sede do Instituto Zuza Laureno) e oficinas periódicas de novas técnicas e ideias. O encontro é quinzenal e toda a produção é vendida na feira da agricultura familiar, que acontece no próprio Distrito, e toda a renda é revertida para as próprias artesãs.

projeto “Karatecas do Sertão” é o projeto mais consistente do Instituto até o momento. Implantado em fevereiro de 2018, o projeto tem correspondido à expectativa do planejado que é atuar de forma ativa no enfrentamento à vulnerabilidade social através das técnicas e disciplina desse esporte, contribuindo fortemente na construção de uma cultura de paz. Levar para a zona rural a oportunidade de praticar um Karatê esporte olímpico é mais do que inserir um sonho ou objetivo na vida dos jovens, é possibilitar que, com esforço e dedicação, eles um dia possam representar à comunidade em competição a nível mundial.

Aprendizagem da luta de karatê, como esporte saudável

Casarão é a sede do projeto na zona rural de Cedro
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Notícias

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Miss Ceará Earth terá icoense concorrendo a coroa

A Miss Earth Icó Luana Chaves de 18 anos irá participar do concurso da Miss Ceará Earth, e…